Conversas de aconselhamento com adolescentes

Conselheiro: “Explique sua compreensão do evangelho”.

Adolescente: “Às vezes me pergunto se eu entendo o evangelho. Questiono se o que eu acredito é falso. Eu sei que Deus quer que eu seja feliz, que Ele escuta meus problemas quando eu lhe digo coisas e que Ele deve me fazer sentir melhor. Mas eu não me sinto feliz”.

Conselheiro: “Descreva o que você quer dizer com ‘Estou deprimido’”.

Adolescente: “Eu não me sinto bem comigo mesmo. Eu tenho baixa auto-estima. Eu preciso aprender a me amar mais”.

Conselheiro: “O que significa ‘agradar a Deus’?”

Adolescente: “Isso significa que eu tenho que fazer as coisas da maneira certa para que Ele não fique desapontado comigo ou me castigue”.

Conselheiro: “Quais são seus planos após a formatura?”

Adolescente: “Eu não tenho certeza. Mas eu sei que tudo bem seguir meu coração e ser eu mesmo”.

Evangelhos falsos

Entremeado nas declarações acima feitas pelos adolescentes há um vislumbre do tipo de falso evangelho que cada adolescente acredita. Na primeira resposta, o adolescente está certo – todos acreditam em um “falso evangelho”. Perguntas e respostas simples podem revelar a profundidade de seu coração – o que um adolescente pensa, acredita e deseja. Em cada um dos casos acima, a crença em um falso evangelho é evidente. Quatro versões comuns de um falso evangelho que os adolescentes acreditam são:

1. Um Evangelho da Prosperidade, Versão Teen

Este evangelho diz: “Se eu faço coisas para Deus, Ele me dará coisas em troca.” Este é um tipo de “karma cristão” que engana o adolescente a pensar que se eles fizerem boas obras ou orarem corretamente, o resultado será alguma forma de felicidade ou conseguir o que quer. Há muitas coisas interessantes em nosso mundo para atrair nossa juventude e é fácil ver como atenção, fama, dinheiro e status atraem um adolescente. Essas coisas mundanas e atraentes podem se infiltrar na compreensão do evangelho.

2. Um Evangelho de Auto-Estima

Nesse evangelho, a identidade do adolescente está envolvida em si mesmo em vez de em Cristo. “Seja você” e “siga seu coração” são frases comuns nos dias de hoje que muitos adolescentes acreditam como verdade. O foco está no que um indivíduo faz, não no que Cristo fez em seu favor. Este falso evangelho parece atraente na superfície, mas um adolescente focado em auto-estima e amor próprio provavelmente acredita que o objetivo final da salvação é se sentir bem consigo mesmo.

3. Um Evangelho Legalista

Podemos inadvertidamente empurrar esse evangelho para os adolescentes quando somos mais punitivos do que instrutivos em nossas conversas de discipulado. Os adolescentes muitas vezes acreditam que Deus os está punindo quando a vida é difícil. Os adolescentes podem acreditar que, se conseguirem fazer as coisas certas, ganharão a salvação. Toda vez que a palavra “e” é adicionada ao evangelho, existe legalismo. Adolescentes muitas vezes acreditam que sua salvação depende de fé e obras.

4. Um Evangelho da Selfie

Este é um evangelho “é tudo sobre mim”. Está enraizado no misticismo e na emoção quando o adolescente olha para as experiências espirituais para dar-lhes os sentimentos desejados. No fundo, eles sabem que não são melhores que os outros, mas como os adolescentes se envolvem nas mídias sociais, eles podem se retratar da maneira que quiserem. Aqueles que ajudam os adolescentes podem impulsionar esse evangelho quando também se concentram mais nas experiências espirituais dos adolescentes do que em seus corações. O evangelho da selfie diz: “Deus te salvou para que você possa ser feliz e se sentir bem.”

Adolescentes e Fake

Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo. Gálatas 1:6,7

Adolescentes podem ser muito bons em reconhecer algo falso em uma pessoa. Eles têm um forte radar para saber quando estão com alguém que não é sincero ou seguro. Frequentemente eles não são tão perspicazes quanto a reconhecer um falso evangelho. A maneira como eles respondem a perguntas como as acima revela se o verdadeiro evangelho está claro em seus corações e mentes.

A crença em um falso evangelho pode levar à ansiedade e depressão. O pensamento errado sobre a Verdade faz com que os adolescentes duvidem da bondade e do amor de Deus por eles. Um conselheiro ou alguém que ajude o adolescente deve priorizar a desconstrução do falso evangelho e substituí-lo pelo verdadeiro evangelho. Nunca devemos supor que, porque um adolescente professa ser cristão, pode articular um evangelho claro.

Os conselheiros precisam ter cuidado para não oferecer nenhum desses falsos evangelhos aos adolescentes. Conceitos como esses podem infiltrar-se em nosso aconselhamento e criar raízes no coração do adolescente se não formos muito claros com eles sobre o que o evangelho é e o que não é.

Em Gálatas 1:6-9, Paulo nos adverte sobre falsos evangelhos. O verdadeiro evangelho é baseado somente em Cristo, somente na fé, somente na graça, é encontrado somente nas Escrituras e é para a glória de Deus somente.

Nesses falsos evangelhos há uma falta de reconhecimento que as pessoas são profundamente manchadas pelo pecado e, portanto, separadas de Deus e umas das outras – um problema tão profundo que exigiu o sacrifício do Filho de Deus para nos trazer a salvação. Também falta como Deus transforma nossas vidas. Satanás tenta enganar as pessoas com falsos evangelhos há gerações e os adolescentes são o principal alvo. Isso não é novidade e está regularmente diante de nós em nossas sessões de aconselhamento.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim ”(João 14:6).”

O evangelho é uma excelente notícia para os adolescentes que compraram as versões falsas! Uma vez que eles entendam o verdadeiro evangelho, eles podem encontrar alívio da depressão e da ansiedade e podem começar a experimentar uma verdadeira mudança no coração. Para um conselheiro bíblico, inverter esses erros não é fácil. Os jovens são cercados por mídias sociais, entretenimento, ideais ensinados na escola e coisas que ouvem de colegas que alimentam os falsos evangelhos. Felizmente, Deus é o agente de mudança e podemos confiar Nele para fazer o trabalho no coração do adolescente, rompendo a farsa e produzindo a Verdade.

Razão para ter Esperança

Temos boas razões para sermos otimistas em relação aos adolescentes e à fé deles, porque o evangelho é libertador. A liberdade é atraente uma vez entendida. Os adolescentes estão com fome de liberdade que só o evangelho pode trazer!

“Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. Por meio deste evangelho vocês são salvos, desde que se apeguem firmemente à palavra que lhes preguei; caso contrário, vocês têm crido em vão.

Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.” 1 Coríntios 15:1-4

Perguntas para Reflexão

Quais são alguns outros falsos evangelhos que você já detectou em adolescentes? Como você os desconstruiu ao cuidar de adolescentes?

Ellen Castillo é diretora executiva e conselheira bíblica dos Ministérios Word of Hope, na Califórnia (EUA). O Word of Hope Ministries é um centro de aconselhamento e treinamento bíblico que serve igrejas locais e também está disponível on-line.

Tradução: Alexandre Valotta da Silva

Texto original disponível em:

https://www.biblicalcounselingcoalition.org/2019/06/26/teens-and-fake-gospels/