Como um homem sem pai praticamente toda a minha vida, achei que definir a masculinidade é enganosamente difícil. Eu não tinha alguém para demonstrar uma masculinidade verdadeira e saudável. A ausência de meu pai tem sido uma fonte de pesar e arrependimento, mas essa sensação de saudade me levou a Deus por respostas, preenchimento e filiação. Ele é o meu único Pai fiel, meu Pai celestial.

Encontrar uma definição clara e precisa de masculinidade é especialmente difícil se nos voltamos para o mundo e não para a Bíblia. Basta considerar por um momento o que aprendemos sobre a masculinidade na nossa sociedade. Em geral, não demora muito para um menino encontrar uma imagem erótica, uma história explícita ou uma piada grosseiramente inapropriada. Mesmo que seus pais o protejam com sucesso de conteúdo inapropriado na televisão e on-line, seus amigos podem transmitir o que viram e ouviram. A compreensão da sexualidade de um garoto é muitas vezes distorcida desde uma idade precoce, e essa visão distorcida do sexo afeta profundamente a visão do homem sobre a masculinidade.

Enquanto isso, a indústria do entretenimento nos oferece uma descrição imperfeita de masculinidade após a outra, glorificando as atividades mulherengas de James Bond, a resistência estóica e a distância emocional de Jason Bourne e a obsessão pela ganância, poder e controle de Gordon Gekko. À medida que envelhecemos, há uma lista de mercadorias oferecidas por empresas farmacêuticas que sugerem que, se tivermos disfunções de desempenho masculino, “perdemos” nossa masculinidade e precisamos de uma cura para recuperá-la.

Como podemos entender o que é a masculinidade quando ela parece tão complicada em todos os lugares que olhamos?

Deus faz homens

Precisamos de uma melhor definição de masculinidade, e quem melhor define o que é a masculinidade do que o próprio Criador? Quando Deus criou a vida, ele se moveu para tocar e moldar o homem da terra. Com cuidado e intimidade, ele criou o homem de forma distinta. Em última análise, aprendemos que Deus está incorporando sua própria imagem no homem.

Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente. Gênesis 2:7

Nos versos vizinhos de Gênesis 2, observamos como Deus define o propósito deste único homem antes da criação da mulher: o propósito de seu trabalho, a extensão de sua autoridade, os parâmetros de sua obediência e até o desejo por uma esposa.

A masculinidade encontra sua definição somente em Deus – não no mundo, nem na cultura, nem no local de trabalho. Em última análise e completamente, a masculinidade é definida pelo Deus que faz homens.

O Deus-Homem

Mas o enredo engrossa…

Ao ler a grande história de Deus na Bíblia e na procura de representações ideais de homens entre os reis, sacerdotes, profetas, guerreiros e líderes que encontramos, sentimos que algo nunca está certo. O pecado prejudicou o reflexo da masculinidade ideal. Um herói bíblico após o outro é mostrado ferido, quebrado, defeituoso, propenso à desobediência e até mesmo à perversidade absoluta. E, no entanto, dentro dos mesmos homens, vemos pequenos vislumbres da glória masculina: fé incondicional, convicção inabalável, serviço humilde e sacrifício. Mas, novamente, apenas um vislumbre.

Até que o próprio Deus interviu novamente no tempo e no espaço para nos dar o homem modelo. Seu Filho, Jesus, é a descrição divina perfeita da masculinidade. Ele define a masculinidade verdadeira.

Ao olhar para a vida de Jesus, encontramos inúmeros atributos e compromissos que nos mostram a maneira de viver como um homem fiel ao chamado do Pai. Se você é um homem que procura a masculinidade verdadeira, considere se esses nove compromissos (entre muitos outros) teriam um impacto significativo na sua masculinidade, se aplicados ativamente em seu papel de líder, empregado, marido, pai e filho.

1. Um homem compromete-se a seguir uma autoridade maior.

A outro disse: “Siga-me”. Mas o homem respondeu: “Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai”. Jesus lhe disse: “Deixe que os mortos sepultem os seus próprios mortos; você, porém, vá e proclame o Reino de Deus”. Ainda outro disse: “Vou seguir-te, Senhor, mas deixa-me primeiro voltar e me despedir da minha família”. Jesus respondeu: “Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus”. Lucas 9:59-62

2. Ele se compromete a sacrificar todo o resto à sombra do discipulado.

“Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:26

3. Ele compromete-se a uma obediência determinada e alegre.

Daquela hora em diante, muitos dos seus discípulos voltaram atrás e deixaram de segui-lo. Jesus perguntou aos Doze: “Vocês também não querem ir? ” Simão Pedro lhe respondeu: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus”. João 6:66-69

4. Ele se compromete com a disciplina espiritual.

De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ficou orando. Marcos 1:35

5. Ele compromete-se a permanecer na palavra da verdade.

Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”. João 8:31,32

6. Ele compromete-se com crescimento e produção, especialmente com frutos espirituais.

Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos. João 15:8

7. Ele compromete-se a realizar a missão de Deus.

Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:19,20

8. Ele se compromete a amar os outros com fidelidade.

“Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. João 13:34,35

9. Ele se compromete com a fraternidade e a comunidade.

E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia. Hebreus 10:24,25

Vince Miller fundou o ministério de discipulado e liderança de homens “Resolute”. Ele produz podcasts, vídeos e conteúdos para pequenos grupos, exclusivamente para homens, e é o autor de “The Generous Life”. Ele mora com sua esposa, Christina e seus três filhos em St. Paul, Minnesota (EUA).

————————————————

Tradução: Alexandre Valotta da Silva

Original em inglês disponível em: https://www.desiringgod.org/articles/nine-attributes-of-a-real-man