[Cristo me enviou] para pregar o evangelho, não com palavras de sabedoria humana, para que a cruz de Cristo não seja esvaziada. Cristo, Sabedoria e Poder de Deus. Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus. 1 Coríntios 1:17,18

Uma importante revista científica da Europa publicou recentemente um artigo avaliando vários estudos clínicos sobre o efeito dos antidepressivos de 1990 até 2019 (Jakobsen et al. 2019). Os estudos clínicos, em geral, mostram que os antidepressivos parecem ter efeitos positivos nos sintomas depressivos. Entretanto, segundo esse artigo recém-publicado, o tamanho do efeito tem importância questionável para a maioria dos pacientes. Após uma análise profunda, os autores sugerem que os antidepressivos têm efeitos benéficos mínimos e aumentam o risco de eventos adversos (Jakobsen et al. 2019).

Apesar da pessoa leiga achar que o tratamento da depressão está apoiado no solo firme do conhecimento científico, a verdade é que não existem evidências científicas definitivas e os especialistas da área discordam fortemente entre si. Precisamos lembrar que o conhecimento científico não é um solo tão firme quanto imaginamos. Portanto, novas abordagens para prevenção e tratamento da depressão são extremamente importantes.

Na postagem anterior, nós propusemos que o evangelho de Jesus é uma boa notícia para o deprimido. Cristo é a Sabedoria e o Poder de Deus oferecidos de graça para todo aquele que crê. As boas notícias de Jesus estão expressas na Bíblia do início ao fim e, nesta postagem, veremos como a Bíblia oferece apoio e esperança para aquele que luta com a depressão.

A Bíblia fala sobre compaixão. Deus se importa com nossos dramas (Joel 2:13, João 3:16) e se dispôs a entrar em nosso mundo para se identificar conosco, particularmente em nosso sofrimento (Filipenses 2:5-7, Romanos 5:8). Essa é a expressão viva do Evangelho de Jesus. Os discípulos de Cristo são chamados a compartilhar seus sofrimentos, carregando os fardos uns dos outros (Gálatas 6:2), com profunda compaixão (Colossenses 3:12), seguindo o exemplo de Jesus. Você não precisa caminhar sozinho.

 A Bíblia fala sobre nossa saúde física e espiritual. Temos uma dupla natureza: física e espiritual (1 Coríntios 15:44). Ambas foram criadas por Deus e interagem mutuamente. Ambas foram contaminadas pelo pecado e clamam por restauração. Para o discípulo de Cristo, o corpo é o templo do Espírito Santo (1 Coríntios 6:19,20) e a Bíblia nos encoraja a cuidar do nosso corpo. Mas ainda que nosso corpo físico se desgaste com o tempo, o discípulo de Cristo é renovado dia após dia no seu interior (2 Coríntios 4:16). Deus está trabalhando e produzindo vida no interior dos seus filhos (Romanos 8:11, Efésios 3:20,21).

A Bíblia fala sobre como tratar os enganos do nosso coração. Vivemos numa cultura cada vez mais secularizada, que procura redefinir todos os problemas espirituais em termos de patologias físicas. Mas a verdade é que todos temos pensamentos equivocados e emoções desajustadas pelo pecado que habita em cada um de nós (Jeremias 17:9, Romanos 3:23). Por esse motivo, o maior problema de quem luta com a depressão não são os sentimentos de tristeza, sua desmotivação com a vida, a falta de prazer nas coisas ou a fraqueza física. Todo sofrimento emocional e físico que o deprimido experimenta é real – nunca devemos desprezá-lo – mas ele não é o maior problema. O maior problema é o engano do nosso próprio coração. Em meio ao sofrimento, seu maior problema é o pecado e sua maior necessidade é o Evangelho de Jesus. Essa é justamente a melhor notícia para quem luta com a depressão, pois Cristo veio para salvar pecadores (Marcos 2:17, 1 Timóteo 1:15). Se o meu problema não é o pecado, Jesus não tem nada para mim. Mas quando reconheço que sou profundamente pecador, o evangelho de Jesus é a melhor notícia que eu poderia receber! Cristo veio para me salvar! Deus me ama e nada poderá me separar de seu amor (Romanos 8:35-39).

Na próxima postagem, continuaremos explorando como o aconselhamento bíblico oferece apoio e esperança para aquele que luta com a depressão. Enquanto isso, mantenha em mente que O SENHOR é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam (Naum 1:7). Ele fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças (Isaías 40:29). Essa é, de fato, uma boa notícia para o deprimido!

________________________________________

Alexandre Valotta é médico, doutorado e pós-doutorado em neurociências. Dr Alexandre é pós-graduado em aconselhamento bíblico e serve na Igreja Batista de Bragança Paulista com sua esposa Adréa e seus dois filhos, Isabella e André.

Referências 

  1. Jakobsen et al. Should antidepressants be used for major depressive disorder? BMJ Evidence-Based Medicine Published Online First: 25 September 2019. doi: 10.1136/bmjebm-2019-111238.
  2. Otte et al. Major depressive disorder. Nat Rev Dis Primers 2 (2016) 16065. doi:10.1038/nrdp.2016.65.
  3. Edward T Welch. The Counselor’s Guide to the Brain and Its Disorders. Christian Counseling & Educational Foundation. 2015.
  4. Edward T Welch. A culpa é do cérebro? Distinguindo desequilíbrios químicos, disturbios cerebrais e desobediência. Editora Peregrino. 2019.
  5. Michael R Emlet. Descrições e Prescrições. Uma perspectiva Bíblica sobre os diagnósticos e medicamentos psiquiátricos. Editora Peregrino. 2018.
  6. Heath Lambert. O evangelho e as doenças da mente. Editora Peregrino. 2017.
  7. David Powlison. A graça de Deus no seu sofrimento. Editora Fiel. 2018.